BOLSA DE INVESTIGAÇÃO PARA LICENCIADO

Publicado 05 Agosto 2019

IPC/IIA/ESAC

Coimbra (Educação / Formação)


ANÚNCIO DE UMA BOLSA DE INVESTIGAÇÃO PARA LICENCIADO(A) Referência: C493244769-00089893 Encontra-se aberto concurso para a atribuição de uma Bolsa de Investigação para Licenciado(a), no âmbito do projeto WildGum II, com o código de operação POCI-01-0145-FEDER-030435, cofinanciado pelo FEADER ? Fundo Europeu Agrícola de Desenvolvimento Rural, através do Acordo de Parceria Portugal 2020, COMPETE 2020, FCT (Fundação para a Ciência e a Tecnologia), nas seguintes condições: O(a) bolseiro(a) deverá desenvolver as seguintes atividades ? Trabalho de campo, recolha de amostras; ? Monitorização de parcelas permanentes; ? Colaboração na análise de dados; ? Apoio na extração de DNA em laboratório; ? Colaboração em tarefas administrativas. Área científica genérica: Ciências Agronómicas Área científica específica: Ciências Florestais Requisitos mínimos a) Grau académico na área das ciências florestais, biologia, ecologia ou áreas afins; b) Conhecimento de Sistemas de Informação Geográfica; c) Domínio da língua inglesa; d) Carta de condução; e) Flexibilidade horária; f) Disponibilidade para deslocações em todo o país. Condições preferenciais a) Experiência em trabalho de campo. Plano de trabalhos Eucalyptus globulus Labill. é a árvore mais frequente em Portugal continental, devido à sua importância económica. Hoje, esta espécie está naturalizada dando origem a povoamentos provenientes de regeneração natural, sobretudo no Centro e Norte de Portugal. O projeto Wildgum II - Understanding the processes of naturalization of Eucalyptus globulus in Portugal through the use of remote sensing and genetic markers, pretende estudar este processo de formação e expansão de povamentos naturais de eucalipto em Portugal. Este projeto apresenta duas linhas de investigação principais: (i) análise genética para perceber as relações entre parentais entre as árvores e (ii) deteção remota para entender como é que evoluíram as manchas naturalizadas nas últimas décadas. O(a) bolseiro(a) irá ajudar principalmente na: caracterização das manchas de eucalipto a estudar e na recolha de material no campo para a amostragem genética. Eventualmente ajudar em laboratório na extração do DNA. Outras tarefas como registo e análise de dados também farão parte do plano de trabalhos. Período da bolsa A bolsa tem a duração de 4 meses, com início previsto em outubro de 2019, em regime de exclusividade. Subsídio de Manutenção Mensal O subsídio de manutenção mensal é de 752,38 euros, de acordo com a tabela de valores das Bolsas de Investigação no País atribuídas pela FCT, I.P. (www.fct.pt/apoios/bolsas/valores) sendo o pagamento efetuado mensalmente por transferência bancária. O valor do subsídio mensal de manutenção será acrescido do valor do Seguro Social Voluntário de acordo com o previsto em sede de candidatura, por opção do(a) bolseiro(a) e mediante comprovativo de pagamento à Segurança Social. Local de Trabalho O trabalho será desenvolvido na Escola Superior Agrária de Coimbra do IPC, sob a orientação científica do Professor Doutor Joaquim Sande Silva e do Doutor Javier López Tirado. Os critérios de avaliação das candidaturas são os seguintes O(a)s candidato(a)s serão classificado(a)s numa escala de 0-100, de acordo com os seguintes critérios: A. Experiência em projetos de investigação (100 pontos); B. Experiência em trabalho de campo (0-100 pontos); C. Entrevista (pontuação média do júri, até 100 pontos)a; D. Conhecimentos de SIG (0-10 pontos). a Apenas os 3 melhores candidatos, de acordo com os restantes critérios, serão chamados a entrevista. Pontuação global = 0.25*A+0.25*B+0.25*C+0.25*D Composição do Júri de Seleção O júri responsável pelo processo de seleção será constituído por: Professor Joaquim Sande Silva (Presidente); Investigador Javier López-Tirado (Vogal); Professora Hélia Marchante (Vogal), e como membros suplentes Professor José Gaspar (Vogal suplente); Professora Filomena Gomes (Vogal suplente). Das candidaturas deverão constar os seguintes documentos: - Um requerimento com a motivação do candidato dirigido ao responsável do projeto, Professor Joaquim Sande Silva; - O curriculum vitae datado e assinado; - Uma fotocópia do(s) certificado(s) de habilitações; - Carta(s) de recomendação (caso aplicável) com o contacto do(s) responsáveis. Prazo de receção de candidaturas Será de 10 dias úteis, entre 2 de setembro e 13 de setembro de 2019. As candidaturas deverão ser enviadas por correio eletrónico, para o seguinte endereço de e-mail: [email protected], colocando no assunto Bolsa projeto WildGum II. Legislação e regulamentação aplicável A atribuição de bolsa tem por base a Lei nº40/2004, de 18 de Agosto (Estatuto do Bolseiro de Investigação Científica) alterada e republicada pelo Decreto-Lei nº 202/2012, de 27 de agosto, atualizado pelos: Decreto-Lei n.º 233/2012, Lei n.º 12/2013, e Decreto-Lei n.º 89/2013; o Regulamento de Bolsas e Investigação da Fundação para a Ciência e a Tecnologia em vigor (www.fct.pt/apoios/bolsas/docs/RegulamentoBolsasFCT2015.pdf), o Despacho n.º12709/2016 publicado no DR, IIª série de 21/10/2016, do Instituto Politécnico de Coimbra, respeitando ao Regulamento de Bolseiros do IPC. Forma de publicitação/notificação dos resultados Os resultados finais da avaliação serão publicitados, através de lista ordenada alfabeticamente, por nota final obtida, através de correio eletrónico. Para mais informações contactar: Joaquim Sande Silva através de e-mail: [email protected] ou por telefone +351 239802284 Coimbra, 15 de julho de 2019