Abertura de concurso para uma Bolsa de Gestão de Ciência e Tecnologia (BGCT)

Publicado 04 Junho 2019

Instituto Superior de Agronomia

Lisboa (Educação / Formação)


INSTITUTO SUPERIOR DE AGRONOMIA


Anúncio para atribuição de Bolsa de Gestão de Ciência e Tecnologia (BGCT)

no Herbário João de Carvalho e Vasconcellos (LISI), Instituto Superior de Agronomia (ISA)


Encontra-se aberto concurso para a atribuição de uma Bolsa de Gestão de Ciência e Tecnologia no âmbito do projecto ICNF ? Cartografia de Habitats (Protocolo SGS/ISA), financiado pelo Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas através da empresa SGS ? Portugal, nas seguintes condições:


Área Científica: Biodiversidade e Conservação


Requisitos de admissão: Os Candidatos deverão possuir formação básica ao nível da Licenciatura na área de Arquitetura Paisagista em direta relação e o seguinte perfil: Bons conhecimentos em Sistemas de Informação Geográfica; Conhecimentos sobre plantas e os seus habitats naturais ou seminaturais; Apetência para a comunicação de ciência para participação em reuniões e elaboração de relatórios; Carta de condução; Disponibilidade para ficar fora de casa por períodos de até 6 semanas.

Plano de trabalhos: O bolseiro deverá participar no trabalho de campo nos SIC Moura/Barrancos, S. Mamede, Morais, Samil, Serras de Aire e Candeeiros, Sicó/Alvaiázere, Fernão Ferro/Lagoa de Albufeira e participar na elaboração da cartografia, dos relatórios de progresso, nos relatórios finais e, ainda, nas reuniões que envolvam os mesmos SIC.


Legislação e regulamentação aplicável: Lei Nº. 40/2004, de 18 de Agosto, alterado e republicado pelo Decreto-Lei nº202/2012 de 27 de Agosto, pelo Decreto-Lei nº 233/2012, de 29 de Outubro, pela Lei nº 12/2013, de 29 de Janeiro, e pelo Decreto-Lei nº 89/2013, de 9 de Julho (Estatuto do Bolseiro de Investigação), e o Regulamento de Bolsas de Investigação da Universidade de Lisboa, publicado através do Despacho (extrato) nº 3146/2019, de 21 de Março, Diário da Republica, 2ª série ? nº 57.

Local de trabalho: O trabalho será desenvolvido no Herbário João de Carvalho e Vasconcellos, ISA, sob a orientação da Investigadora Coordenadora Maria Dalila Espírito Santo


Duração da(s) bolsa(s): A bolsa terá à duração inicial de 6 meses, eventualmente renovável por mais 12 meses, com início previsto em Julho de 2019.

Valor do subsídio de manutenção mensal: O montante da bolsa corresponde a ?980, conforme tabela de valores no Regulamento de Bolsas de Investigação da Universidade de Lisboa. O pagamento do subsídio mensal de manutenção bem como o pagamento dos encargos resultantes da eventual adesão do(a) bolseiro(a) ao regime de seguro social voluntário (1º escalão) será efetuado, mensalmente, através de transferência bancária para a conta identificada pelo(a) bolseiro(a) no âmbito do processo de contratualização da bolsa. Cada bolseiro não pode ser simultaneamente beneficiário de qualquer outra bolsa, sendo as funções de bolseiro exercidas em regime de dedicação exclusiva nos termos previstos no Estatuto do Bolseiro de Investigação.

Métodos de selecção:

1. Os métodos de seleção a utilizar, com aplicação de forma faseada, são a avaliação curricular, na primeira fase e a avaliação curricular e a entrevista pessoal de seleção, na 2.ª fase, com uma ponderação de, respetivamente, 60% e 40%

2. Apenas os candidatos classificados nos primeiros 5 lugares na 1.ª fase, serão convocados por meio de correio eletrónico, com recibo de entrega de notificação, a expedir com a antecedência mínima de 5 dias úteis, para a aplicação do método da entrevista pessoal de seleção a realizar na 2.ª fase.

3. A avaliação curricular dos candidatos, será feita de acordo com os seguintes parâmetros, tendo em conta as competências expressas pelo candidato no Curriculum vitae nas seguintes vertentes: Habilitações literárias; Participação/envolvimento em projetos relacionados com conservação da biodiversidade; Conhecimentos na área de SIG; Apetência para contacto com o público; Conhecimentos no desenvolvimento de conteúdos expositivos e de atividades pedagógicas.

4. A entrevista pessoal de seleção avaliará de forma objetiva e sistemática, a experiência pessoal e aspetos comportamentais evidenciados pelo candidato, nomeadamente os relacionados com a identificação de plantas e seus habitats: Capacidade de Comunicação (expressão oral); Espírito de iniciativa, proatividade e autonomia; Capacidade de resolução de problemas; Apetência para o desenvolvimento de atividade em equipas; Experiência de trabalho de campo.

Serão excluídos desta segunda fase os candidatos que não compareçam à entrevista.

5. As atas do Júri, de onde constam os parâmetros de avaliação e respetiva ponderação de cada um dos métodos de seleção a utilizar, a grelha classificativa e o sistema de valoração final do método são facultados aos candidatos, sempre que solicitados.

6. A ordenação final dos candidatos é efetuada de acordo com a escala classificativa de 1 a 5 valores, com valoração até às centésimas, em resultado da média aritmética ponderada das classificações quantitativas obtidas em cada método de seleção, aplicável em cada fase. Em caso de igualdade de classificação o critério de desempate a adotar será a classificação obtida no método de seleção de entrevista pessoal de seleção.

Composição do Júri de Selecção:

O Júri será composto pelos elementos seguintes:

Membros Efetivos:

Presidente: Investigadora Coordenadora Maria Dalila Paula Silva Lourenço do Espírito Santo

1º Vogal: Doutora Selma Pena

2º Vogal: Professor Pedro Arsénio.

Vogais Suplentes:

1º Vogal: Investigadora Ana Delaunay Caperta

2º Vogal: Professor José Carlos Costa.

Forma de publicitação/notificação dos resultados: Os resultados finais da avaliação serão publicitados, através de lista ordenada por nota final obtida, afixada em local visível e público do Instituto Superior de Agronomia, sendo o candidato(a) aprovado(a) notificado através de email.


Prazo de candidatura e forma de apresentação das candidaturas: O concurso encontra-se aberto no período de 05 a 19 de Junho.


As candidaturas devem ser formalizadas, obrigatoriamente, através do envio de carta de candidatura acompanhada dos seguintes documentos: Curriculum Vitae, certificado de habilitações e outros documentos comprovativos considerados relevantes.

As candidaturas deverão ser enviadas por correio eletrónico para [email protected]