Bolsa de Gestão de Ciência e Tecnologia – Grau Mestre

Publicado 03 Junho 2019

Faculdade de Psicologia - Universidade de Lisboa

Lisboa (Administração / Secretariado)


Encontra-se aberto concurso para a atribuição de 1 (uma) Bolsa de Gestão de Ciência e Tecnologia (BGCT) para Mestre no âmbito da Unidade de I&D da Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa, financiado por fundos próprios da instituição, nas seguintes condições:


Área Científica: Psicologia.


Requisitos de admissão ao concurso:

1. Grau de Mestre em Psicologia Clínica Sistémica;

2. Experiência profissional comprovada no apoio às atividades de serviços de extensão universitária;

3. Experiência profissional comprovada no apoio a atividades associadas à avaliação de competências no âmbito de concursos da administração pública;

4. Disponibilidade para desenvolver atividades em horário alargado;

5. Disponibilidade imediata.

Nota: serão liminarmente excluídos os candidatos que não reúnam os requisitos de admissão a concurso acima enunciados.


Requisitos preferenciais:

1. Experiência e/ou formação relevantes e comprovadas no apoio à implementação de planos de formação ou gestão da formação;

2. Experiência relevante e comprovada, no apoio a atividades científicas no contexto de Ensino Superior, nomeadamente: análise de dados; elaboração de relatórios e pareceres; construção, gestão e manutenção de bases de dados;

3. Experiência comprovada em atividades ligadas à Avaliação Psicológica em contexto de Seleção, nomeadamente em atividades como: revisão de literatura, utilização de sistemas de avaliação de competências, construção de questionários, entrevistas e dinâmicas de grupo;

4. Experiência profissional, relevante e devidamente comprovada, em atividades de apoio à prestação de serviços especializados no âmbito da Psicologia, em articulação com atividades de formação e investigação, no contexto de Ensino Superior;

5. Bons conhecimentos de Língua Inglesa, a nível da oralidade, compreensão e escrita;

6. Domínio das aplicações informáticas na ótica do utilizador (Word, Excel, Power Point, Publisher, Qualtrics e Ferramentas Google Drive);

7. Boas competências de comunicação (oral e escrita), de relacionamento interpessoal e de trabalho de equipa;

8. Boas competências de autonomia e análise de informação e sentido crítico.


Plano de trabalhos:

O/A bolseiro/a irá desenvolver atividades na Unidade de Investigação (Serviço à Comunidade) da Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa, ao longo do período de funcionamento da referida valência, sob a orientação científica da Doutora Rosário Lima, nomeadamente através de:

a) Apoio à Coordenação do Serviço à Comunidade, nomeadamente no planeamento e na gestão de atividades de carácter científico;

b) Colaboração com o Secretariado Técnico do Serviço à Comunidade, organizando e assegurando: a análise de dados e elaboração de estatísticas, de questionários de avaliação, de relatórios e de pareceres para preparação de decisão a nível superior;

c) Análise dos pedidos de utentes e instituições, de modo a propor a prestação de serviço em psicologia mais adequada para cada um deles;

d) Encaminhamento dos pedidos de atendimento para os responsáveis das diferentes unidades de intervenção do Serviço à Comunidade;

e) Apoio à implementação de atividades de investigação e de formação em parceria com a Coordenação, e os Colaboradores Internos e Externos do Serviço à Comunidade;

f) Colaboração com a equipa do Serviço de Seleção Profissional na revisão de literatura, registo e análise de dados, elaboração de normas, cotação de provas, elaboração de perfis de competências e construção de materiais de investigação/intervenção;

g) Apoio à elaboração de processos de aquisição de bens e serviços, através da análise de dados, da articulação com diferentes Serviços da Faculdade e de entidades externas a esta, e da fundamentação das soluções a apresentar superiormente;

h) Participação no desenvolvimento e implementação do plano de comunicação externa do Serviço à Comunidade, mantendo a informação do site atualizada, e disseminando eficazmente informação sobre as atividades do Serviço à Comunidade.


Com base nestas atividades, o/a bolseiro/a deverá obter uma formação especializada no apoio ao planeamento e gestão de projetos de carácter científico, nas áreas abrangidas pelo serviço de extensão universitária (Serviço à Comunidade), nomeadamente de formação, de comunicação interna e externa, e de seleção profissional.

Legislação e regulamentação aplicável:

Estatuto do Bolseiro de Investigação Científica aprovado pela Lei Nº. 40/2004, de 18 de agosto, alterada pelo Decreto-Lei nº. 202/2012, de 27 de agosto e pelo Decreto-Lei nº233/2012, de 29 de outubro, pela Lei nº.12/2013, de 29 de janeiro e pelo Decreto-Lei n.º 89/2013, de 9 de julho e do Regulamento de Bolsas de Investigação da Fundação para a Ciência e Tecnologia, aprovado pelo Regulamento nº 234/2012, publicado na II Série do Diário da República de 25 de junho de 2012, alterado e republicado pelo Regulamento nº 326/2013, publicado na II Série do Diário da República de 27 de julho de 2013 e alterado pelo Regulamento nº 339/2015, publicado na II Série do Diário da República de 17 de junho de 2015, e pelo Regulamento nº 137-A/2018, publicado na II Série do Diário da República de 27 de fevereiro de 2018, e pelo Regulamento de Bolsas de Investigação da Universidade de Lisboa (Despacho n.º 6977/2015, de 23 de junho de 2015, alterado pelo Despacho n.º 3146/2019, de 25 de fevereiro de 2019).


Local de exercício da atividade: As atividades relacionadas com a bolsa serão desenvolvidas na Unidade de Investigação (Serviço à Comunidade) da Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa, sob a orientação científica da Doutora Rosário Lima.


Duração da(s) bolsa(s): A bolsa terá a duração de 6 meses, com início previsto em julho de 2019. O contrato de bolsa poderá ser renovado até ao máximo de 60 meses.


Valor do subsídio de manutenção mensal: O valor da bolsa corresponde a 989,70?/mêsconforme tabela de valores das bolsas atribuídas directamente pela FCT, I.P. no País (http://alfa.fct.mctes.pt/apoios/bolsas/valores). A bolsa será paga mensalmente por transferência bancária. A este valor acresce o o Seguro Social Voluntário, correspondente ao 1º escalão, caso o candidato opte pela sua atribuição, bem como o Seguro de acidentes pessoais.

O desempenho de funções a título de bolseiro é efectuado em regime de dedicação exclusiva, ao abrigo do Artº. 5º do Estatuto do Bolseiro de Investigação Científica.

Métodos de seleção: Os métodos de seleção a utilizar serão os seguintes: avaliação curricular (AC) e entrevista (E), sendo que para a entrevista apenas serão convocados/as os/as (3) três primeiros/as candidatos/as apurados/as na primeira fase do método da avaliação curricular, considerando-se todos os outros excluídos do concurso.

A Avaliação Final (AF) é expressa numa escala de 0 a 20 valores, com valoração até às centésimas e será efetuada através da aplicação da seguinte fórmula: AF = 0,7AC + 0,3E.

A avaliação curricular (AC) é expressa numa escala de 0 a 20 valores, com valoração até às centésimas, e efetuada através da aplicação da seguinte fórmula: AC = 0,3 HA + 0,5 EP + 0,2FP.


a) As Habilitações Académicas (HA) graduar-se-ão de 10 a 20 valores, de acordo com os graus académicos de que os candidatos comprovem ser titulares, nos seguintes termos:

  • Mestrado em Psicologia Clínica Sistémica, com média de fim de curso inferior a 15 = 10 valores;
  • Mestrado em Psicologia Clínica Sistémica, com média de fim de curso igual ou superior a 15 = 20 valores.

b) Na Experiência Profissional (EP) ponderar-se-á a natureza das atividades desempenhadas e experiências prévias na área de inserção de atividade para a qual o presente concurso foi aberto, nos seguintes termos:

1. Experiência profissional comprovada no apoio às atividades de serviços de extensão universitária = 2 valores.

2. Experiência profissional comprovada no apoio a atividades associadas à avaliação de competências no âmbito de concursos da administração pública = 2 valores.

3. Experiência e/ou formação relevantes e comprovadas no apoio à implementação de planos de formação ou gestão da formação = 3 valores.

4. Experiência relevante e comprovada, no apoio a atividades científicas no contexto de Ensino Superior, nomeadamente: análise de dados; elaboração de relatórios e pareceres; construção, gestão e manutenção de bases de dados:

  • Experiência comprovada em 1 das tarefas elencadas = 1 valor;
  • Experiência comprovada em 2 das tarefas elencadas = 2 valores;
  • Experiência comprovada em todas as tarefas elencadas = 3 valores.

5. Experiência comprovada em atividades ligadas à Avaliação Psicológica em contexto de Seleção, nomeadamente em atividades como: revisão de literatura, utilização de sistemas de avaliação de competências, construção de questionários, entrevistas e dinâmicas de grupo:

  • Experiência comprovada em 1 das tarefas elencadas = 1 valor;
  • Experiência comprovada em 2 das tarefas elencadas = 2 valores;
  • Experiência comprovada em 3 das tarefas elencadas = 3 valores;
  • Experiência comprovada em 4 das tarefas elencadas = 4 valores;
  • Experiência comprovada em todas as tarefas elencadas = 5 valores.

6. Experiência profissional, relevante e devidamente comprovada, em atividades de apoio à prestação de serviços especializados no âmbito da Psicologia, em articulação com atividades de formação e investigação, no contexto de Ensino Superior = 5 valores.

c) O parâmetro Fatores Preferenciais (FP) será avaliado do seguinte modo:

1. Domínio (declarado e/ou comprovado), na ótica do utilizador, de aplicações informáticas:

  • Word, Excel e Power Point = 1 valor;
  • Word, Excel, Power Point e Publisher = 2 valores;
  • Word, Power Point, Excel, Publisher e Qualtrics = 3 valores;
  • Word, Excel, Power Point, Publisher, Qualtrics e Ferramentas Google Drive = 4 valores.

2. Bons conhecimentos (declarados e/ou comprovados) de Língua Inglesa, a nível da oralidade, compreensão e escrita:

  • Conhecimentos (declarados e/ou comprovados) de nível A1, de Língua Inglesa, a nível da oralidade, compreensão e escrita = 1 valor;
  • Conhecimentos (declarados e/ou comprovados) de nível A2, de Língua Inglesa, a nível da oralidade, compreensão e escrita = 2 valores;
  • Conhecimentos (declarados e/ou comprovados) de nível B1, de Língua Inglesa, a nível da oralidade, compreensão e escrita = 3 valores;
  • Conhecimentos (declarados e/ou comprovados) de nível B2 ou superior, de Língua Inglesa, a nível da oralidade, compreensão e escrita = 4 valores.

3. Experiência comprovada em contextos em que a comunicação (oral e escrita), o relacionamento interpessoal e o trabalho de equipa são competências essenciais:

  • Experiência comprovada em contexto(s) em que 1 das 3 competências é essencial = 2 valores;
  • Experiência comprovada em contexto(s) em que 2 das 3 competências são essenciais = 4 valores;
  • Experiência comprovada em contexto(s) em que as 3 competências são essenciais = 6 valores.

4. Experiência profissional comprovada em contextos em que as competências de autonomia no trabalho; organização (método, planeamento, gestão do tempo); e análise de informação e sentido crítico, são essenciais:

  • Experiência comprovada em contexto(s) em que 1 das 3 competências é essencial = 2 valores;
  • Experiência comprovada em contexto(s) em que 2 das 3 competências são essenciais = 4 valores;
  • Experiência comprovada em contexto(s) em que as 3 competências são essenciais = 6 valores.

Para a segunda fase dos métodos de seleção, a entrevista, ficarão convocados/as os/as (3) três primeiros/as candidatos/as apurados/as na primeira fase do método da avaliação curricular, considerando-se todos os outros excluídos do concurso.

A entrevista, através de uma consulta presencial com os membros do júri, visa aferir a veracidade das informações prestadas pelo candidato, e as suas capacidades de comunicação e relacionamento interpessoal, e de análise de informação e sentido crítico. A avaliação será expressa numa escala de 0 a 20 valores, com valoração até às centésimas.


Composição do Júri de Seleção: O Júri é composto pela Doutora Rosário Lima, Presidente do Júri; os vogais efetivos Professora Doutora Sandra Fernandes (Professora Auxiliar na Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa) e Mestre Ana Marques (Técnica Superior na Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa); os vogais suplentes Professora Doutora Teresa Ribeiro (Professora Associada na Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa) e Professora Doutora Isabel Janeiro (Professora Auxiliar na Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa).

Forma de publicitação/notificação dos resultados: Os resultados finais da avaliação serão publicitados, através de projeto de lista ordenada, afixada em local visível e público da Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa, e publicitada na página electrónica da FPUL, em http://www.psicologia.ulisboa.pt/regulamentos/bolsas/. Do projeto de lista de classificação final podem os candidatos reclamar no prazo de 10 dias úteis contados da sua afixação/publicitação. O candidato aprovado será notificado através de e-mail.

Prazo de candidatura e forma de apresentação das candidaturas: O período de candidaturas encontra-se aberto entre 21 de junho de 2019 e 4 de julho de 2019.

As candidaturas devem ser formalizadas, obrigatoriamente, através do envio dos seguintes documentos:

1. Requerimento próprio, de acordo com o modelo disponibilizado em http://www.psicologia.ulisboa.pt/regulamentos/bolsas/;

2. Cópia do título de residência, certificado de residência permanente ou estatuto de residente de longa duração, se aplicável;

3. Carta de Motivação;

4. Curriculum Vitae;

5. Cópia do certificado de habilitações;

6. Certificado(s)/comprovativo(s) de experiência profissional;

7. 1 a 2 Cartas de Referência;

8. Outros elementos que considere pertinentes para a apreciação da candidatura.

Nota: serão liminarmente excluídos os candidatos que não enviem todos os documentos acima enunciados.

As candidaturas devem ser enviadas exclusivamente para o endereço eletrónico [email protected], ao cuidado da Doutora Rosário Lima, com a referência do concurso de bolsa (Ref. FPUL/BGCT/2019/04).