1 Vaga de Investigador/a Doutorado/a

Publicado 02 Abril 2019

Faculdade de Ciências Sociais e Humanas

Lisboa (Educação / Formação)


Aviso de abertura de procedimento concursal de seleção de investigador doutorado no âmbito do projeto de investigação ?Etnomusicologia e tecnologia de acústica musical no serviço da restituição da coleção de Timbila do Museu Nacional de Etnologia? ? PTDC/ART-PER/32568/2017.
1. Em reunião do Conselho Cientifico do dia 30 de janeiro de 2019, foi deliberado abrir concurso de seleção internacional para 1 investigador doutorado a contratar para o exercício de atividades de investigação no âmbito do projeto de investigação ?Etnomusicologia e tecnologia de acústica musical no serviço da restituição da coleção de Timbila do Museu Nacional de Etnologia? ? PTDC/ART-PER/32568/2017, apoiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia através dos fundos nacionais. O contrato de trabalho será a termo incerto, ao abrigo do Código do Trabalho, na Universidade Nova de Lisboa ? Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (adiante designada como NOVA FCSH). A abertura do procedimento concursal, assim como a nomeação do júri, foi autorizada por despacho do Sr. Reitor da Universidade Nova de Lisboa, de 28 de fevereiro de 2019.
2. Caracterização da vaga:
O projeto ?Etnomusicologia e tecnologia de acústica musical no serviço da restituição da coleção de Timbila do Museu Nacional de Etnologia? encontra-se no cruzamento entre a Etnomusicologia e a investigação em Acústica Musical, e pretende investigar a coleção de instrumentos históricos constituída pelos xilofones tradicionais de Moçambique, as Timbilas, hoje classificadas pela UESCO como Património Imaterial. O principal objetivo deste projeto consiste em investigar os comportamentos acústico e vibracional destes instrumentos musicais, que refletem o conhecimento técnico e artístico das comunidades Chopi de Moçambique. A investigação centra-se na coleção mais representativa destes instrumentos, conservada pelo Museu Nacional de Etnologia em Lisboa, e a análise incluirá medições experimentais, modelação física e simulação numérica. Os resultados desta análise serão incorporados em simulações computacionais para visualização dinâmica e síntese sonora.
O investigador contratado será integrado na equipa do projeto participando nas seguintes tarefas de investigação científica, gestão e disseminação de conhecimento:
  • Produzir investigac¸a~o cri´tica e inovadora relativa a` tema´tica do projeto e publicar os seus resultados
  • Levar a cabo investigac¸a~o dentro das metodologias adotadas
  • Apoiar o coordenador do projeto na supervisa~o das diversas atividades do projeto
  • Participar em reunio~es perio´dicas da equipa de investigac¸a~o
  • Participar em colo´quios nacionais e internacionais
  • Participar na produc¸a~o dos outputs do projeto

3. A contratação do doutorado far-se-á ao abrigo do Decreto-Lei n.º 57/2016, de 29 de agosto, alterado pela Lei n.º 57/2017, de 19 de julho, que aprova um regime de contratação de doutorados destinado a estimular o emprego científico e tecnológico em todas as áreas do conhecimento (RJEC), e do Código do Trabalho, aprovado pela Lei n.º 7/2009, de 12 de fevereiro, na sua redação atual.
4. O doutorado será contratado em regime de contrato de trabalho a termo incerto por imperativo legal, nos termos alínea b) do número 1 do artigo 6.º do RJEC, ex vi, número 2 do artigo 18.º do RJEC, pelo período previsível de 30 meses, que equivale à execução do serviço determinado, definido e não duradouro, ou seja, pelo período de duração das funções a desempenhar no projeto identificado no número 2.
5. Nos termos do artigo 2.º do Decreto Regulamentar n.º 11-A/2017, de 29 de dezembro, os contratos a celebrar são remunerados de acordo com o nível inicial e remuneratório 33 da TRU, a que corresponde a remuneração base de 2.128,34? euros.
6. O local de trabalho situa-se nas instalações da NOVA FCSH, Avenida de Berna n.º 26 C, 1069-061 Lisboa, e/ou noutros locais necessários ao desenvolvimento das atividades de investigação. O investigador deverá viajar em Portugal ou no estrangeiro de acordo com as necessidades do plano de trabalhos do projeto de investigação.
7. Sob pena de exclusão, apenas podem ser opositores(as) candidatos(as) nacionais, estrangeiros(as) e apátridas que sejam titulares do grau de doutor(a) em Acústica, ou áreas afins, com um currículo científico e profissional que revele um perfil adequado à atividade a desenvolver, designadamente um currículo relevante em vibração e/ou acústica experimental, modelação física e simulação computacional. Será valorizada a experiência em simulações por elementos finitos, e a implementação de algoritmos de simulações para aplicações de audio. Os candidatos deverão dominar a lingua inglesa falada e escrita, demonstrar autonomia, e revelar disponibilidade para trabalhar colaborativamente.
8. A seleção do doutorado(a) a contratar realiza-se através da avaliação do percurso científico e curricular dos(as) candidatos(as) a concurso. Em termos genéricos, esta avaliação incide sobre a relevância, qualidade e atualidade: a) Da produção científica, cultural e artística dos últimos cinco anos considerada mais relevante pelo(a) candidato(a), associada ao lugar a concurso; b) Das atividades de investigação desenvolvidas nos últimos cinco anos e consideradas de maior impacto pelo(a) candidato(a), associadas ao lugar a concurso; c) Das atividades de extensão e de disseminação do conhecimento desenvolvidas nos últimos cinco anos, designadamente no contexto da promoção das práticas científicas, consideradas de maior relevância pelo(a) candidato(a), associada ao lugar a concurso.
9. O período de cinco anos, a que se refere o número anterior, pode ser aumentado pelo júri, a pedido do(a) candidato(a), quando fundamentado em suspensão da atividade científica por razões socialmente protegidas, nomeadamente por motivos de licença de parentalidade, doença grave prolongada, e outras situações de indisponibilidade para o trabalho legalmente tuteladas.
10. Serão utilizados de forma faseada dois métodos de seleção: na 1ª fase a Avaliação Curricular (AC) e na 2ª fase a Entrevista (E), com as seguintes ponderações: AC 0-90 pontos e E 0-10 pontos. Apenas os candidatos com uma classificação resultante da AC igual ou superior a 70 passarão à 2ª fase (E).
11. Os critérios da avaliação e seriação dos(as) candidatos(as) na AC são os seguintes:
a) Produção científica considerada mais relevante pelo(a) candidato(a) associada ao lugar a concurso, nomeadamente livros, capítulos de livros, artigos científicos em revistas com arbitragem científica, sendo avaliada a qualidade intrínseca do respetivo conteúdo (0 ? 40 pontos);
b) Atividades de investigação consideradas de maior impacto pelo(a) candidato(a) associadas ao lugar a concurso, considerando a participação em projetos de investigação avaliados por entidades nacionais ou internacionais; comunicações apresentadas em encontros científicos;
projetos de curadoria; coordenação editorial; atividades de arbitragem científica (0 ? 30 pontos);
c) Atividades de extensão e/ou disseminação consideradas de maior impacto pelo(a) candidato(a), associadas ao lugar a concurso, incluindo a organização de encontros científicos; a elaboração de pareceres, estudos, relatórios para organizações dos setores público e privado e agentes da sociedade civil; difusão de conhecimento para públicos alargados; apresentação de resultados de investigação em meios de comunicação social (0 ? 20 pontos). 12. Em conformidade com o artigo 13.º do RJEC, o júri tem a seguinte composição: Presidente: Doutor João Soeiro de Carvalho, Investigador Responsável do Projeto e Professor Associado da NOVA FCSH Vogais efetivos: Doutor Vincent Debut, Investigador co-Responsável do Projeto Doutora Maria de São José Côrte-Real, Investigadora do Projeto e Professora Auxiliar da NOVA FCSH Vogal suplente: Doutor Filippo Baraldi Bonini, investigador FCT do INET-MD/ NOVA FCSH 13. O processo de candidatura aos lugares suprarreferidos deverá ser instruído, sob pena de exclusão, com a documentação a seguir indicada, a qual deve ser entregue em suporte digital, designadamente em duas pen-drives:
a) Envio de requerimento, disponibilizado em http://fcsh.unl.pt/faculdade/recursos-humanos/concursos/nao-docentes, onde conste a menção explícita do presente procedimento;
b) Exemplares de certidão comprovativa da obtenção do grau de doutor e do curriculum do(a) candidato(a), organizado de acordo com a sistemática patente do número 11 do presente Aviso.
c) Exemplares das três publicações consideradas mais relevantes pelo(a) candidato(a), associadas ao lugar;
14. As candidaturas, devidamente instruídas com os documentos supramencionados, devem ser entregues no prazo de 15 dias úteis no expediente da NOVA FCSH a contar do dia imediato ao da publicação deste Aviso no Diário da República, ou enviadas por correio postal com carimbo da data de expedição até ao último dia do prazo, para a seguinte morada: NOVA FCSH, Avenida de Berna n.º 26 C, 1069-061 Lisboa.
15. Caso o doutoramento do vencedor tenha sido conferido por instituição de ensino superior estrangeira, o seu reconhecimento deve obedecer ao disposto no Decreto-Lei n.º 341/2007, de 12 de outubro, devendo, sob pena de exclusão, quaisquer formalidades aí estabelecidas estar cumpridas até à data de assinatura do contrato.