Doutorado para exercício de atividades de investigador

Publicado 14 Fevereiro 2020

Instituto de Higiene e Medicina Tropical - Universidade Nova de Lisboa

Lisboa (Educação / Formação)


Universidade Nova de Lisboa Instituto de Higiene e Medicina Tropical (IHMT NOVA) Anúncio para contratação de Doutorado para exercício de atividades de investigador Concurso Emprego Científico Ref. PTDC/SAU-PAR/28459/2017 - EXOTRYPANO Nos termos do disposto no Decreto-Lei nº 57/2016, de 29 de agosto, e tendo em conta o regime jurídico para que remete, constante do mesmo diploma legal, encontra-se aberto um procedimento concursal de seleção internacional para o preenchimento de um lugar de doutorado para o exercício de atividades de investigação científica financiadas por fundos nacionais através da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, com o seguinte enquadramento e especificações: Enquadramento a) A decisão de abertura do procedimento concursal é suscitada pelo facto do projeto com a referência PTDC/CVT-CVT/28908/2017 (Transformar o potencial dos exossomas de tripanossomatideos (TEx) em novas oportunidades - EXOTRYPANO) contemplar no seu planeamento atividades de investigação científica a serem desempenhadas por um elemento de equipa doutorado; b) O contrato com o vencedor do concurso fica sujeito à condição suspensiva do seu adequado cabimento orçamental através de contrato de desenvolvimento a ser assinado pela FC&T com a Instituição, com o fim de custear o concurso; c) Não serão admitidos a ocupar o lugar a concurso por falta de mérito absoluto candidatos que, numa escala de valoração entre 0 e 20 dos respetivos critérios de seriação, não obtenham 10 pontos. REQUISITOS GERAIS DA CANDIDATURA: a. Pessoas nacionais, estrangeiras e apátridas, titulares de grau de Doutor em Ciências Biomédicas, Ciências Biológicas, Ciências da Saúde ou áreas afins; b. Detentores(as) de um currículo científico e profissional que revele um perfil adequado à atividade a desenvolver; Caso o doutoramento tenha sido conferido por instituição de ensino superior estrangeira, tem de respeitar o estabelecido na Legislação em vigor, devendo o cumprimento de quaisquer formalidades aí estabelecidas ocorrer até à data do termo do prazo para a candidatura. O reconhecimento dos graus académicos estrangeiros apenas será exigido aos candidatos selecionados para efeito da celebração do contrato de trabalho. A não apresentação pelo candidato, daquele reconhecimento, no prazo determinado para a assinatura do contrato determinará a passagem para o candidato ordenado em 2.º lugar e assim, sucessivamente. REQUISITOS ESPECÍFICOS DA CANDIDATURA: -Doutor em Ciências Biomédicas, Ciências Biológicas, Ciências da Saúde ou áreas afins; -Conhecimentos relevantes no campo da medicina tropical, com ênfase nos tripanossomatidios; -Experiência científica relevante em biologia molecular e celular -Experiência laboratorial em técnicas de imunologia, incluindo experiencia em citometria de fluxo -Possuir licença FELASA B para realização de experimentação animal -Bom domínio da língua inglesa; -Disponibilidade para dedicação exclusiva; -Disponibilidade para iniciar contrato em abril de 2020. FUNÇÕES A DESEMPENHAR: -Isolamento e caracterização molecular de vesiculas extracelulares de tripanossomatidios (TEx) -Investigar o papel de TEx na actividade de células fagocitárias e linfocitarias in vitro e in vivo -Preparação e submissão de artigos científicos; -Participação na formação de estudantes ao nível de mestrado e doutoramento; -Participação em atividades de gestão de recursos laboratoriais e de administração de projeto. CONTRATO E CATEGORIA: A contratação é efetuada através de contrato a termo resolutivo incerto nos termos do Código de Trabalho, como Doutorado, Nível 33 da tabela retributiva única (TRU), de acordo com o Decreto-Regulamentar n.º 11-A/2017, de 29 de dezembro. DURAÇÃO: O contrato terá início previsto em Abril de 2020 e poderá vigorar no máximo até ao termo do projeto, não podendo, em qualquer caso, exceder o limite de 30 (trinta) meses. LOCAL DE TRABALHO: Instalações do IHMT-NOVA (Lisboa) DOCUMENTOS QUE DEVEM INSTRUIR A CANDIDATURA: ? Carta de motivação (max. 3000 caracteres, incluindo espaços); ? Curriculum vitae detalhado de acordo com os requisitos da candidatura; ? Cópia de certificado ou diploma de Doutoramento; ? Cópia do cartão de cidadão ou passaporte conforme aplicável. MÉTODOS DE SELEÇÃO E DEFINIÇÃO DAS RESPETIVAS PONDERAÇÕES: Avaliação curricular (avaliação do Curriculum vitae e da carta de motivação, de acordo com o especificado nos requisitos gerais e especiais) - 90% Entrevista (se necessária) - 10% No caso de não haver lugar a entrevista, por não existir mais que um candidato ou a avaliação curricular se revelar suficiente para ordenar os candidatos, esta tem uma ponderação de 100%. A indicação dos métodos de seleção, suas ponderações e sistema de classificação consta da Ata nº 1 das reuniões do Júri. COMPOSIÇÃO DO JÚRI DO CONCURSO: ? Presidente: Doutora Gabriela Santos-Gomes, Professor Auxiliar com Agregação, IHMT-Nova; ? Vogal efetivo: Doutora Isabel Pereira da Fonseca, Professora Associada com Agregação, FMV-ULisboa; ? Vogal efetivo: Doutora Graça Alexandre-Pires, Professora Associada com Agregação FMV-ULisboa; ? Vogal efetivo: Doutor João Pinto, Professor Auxiliar com Agregação, IHMT-Nova; ? Vogal suplente: Doutora Maria Aires Pereira, Investigadora GHTM-IHMT-Nova, Professora adjunta convidada, Escola Superior Agrária de Viseu, Instituto Superior Politécnico de Viseu. PRAZO DE CANDIDATURA: O prazo para apresentação de candidaturas é de 10 dias úteis a contar da data da publicação em Diário da República. As candidaturas deverão ser entregues até às 24:00h, por e-mail com aviso de entrega/receção para o endereço eletrónico [email protected], indicando a referência no Assunto. O Aviso integral deste procedimento estará disponível na página eletrónica da FCT em http://www.eracareers.pt e na página eletrónica do IHMT em http://www.ihmt.unl.pt/category/bolsas-e-concursos/. Notificação dos Resultados: Todos os candidatos serão informados das decisões por e-mail. Em cumprimento da alínea h) do artigo 9.º da Constituição, a Administração Pública, enquanto entidade empregadora, promove ativamente uma política de igualdade de oportunidades entre homens e mulheres no acesso ao emprego e na progressão profissional, providenciando escrupulosamente no sentido de evitar toda e qualquer forma de discriminação.