Bolsa de Investigação

Publicado 10 Julho 2018

Instituto Politécnico de Setúbal

Outra Cidade (Educação / Formação)


Tendo presente o Regulamento de Bolsas de Investigação do Instituto Politécnico de Setúbal, aprovado pelo despacho nº 11170/2015, publicado no Diário da República 2ª série n.º 195, de 6 de outubro, torna-se público que, por despacho de 21-05-2018 do Presidente do IPS, encontra-se aberto concurso para atribuição de uma bolsa de investigação (B.I.), para licenciado, no âmbito do projeto ?DECIdE - Plataforma de Apoio à Decisão Multicritério na Gestão Patrimonial de Infraestruturas de Água?, referência nº SAICT-POL/24135/2016, bolseiro 4, cofinanciado pelo Programa Operacional Regional Lisboa 2020 e Programa Operacional Regional Alentejo 2020, na componente FEDER, e pela Fundação para a Ciência e Tecnologia, na componente nacional ? OE. O período de receção de candidaturas de 25/07/2018 a 08/08/2018, de acordo com as seguintes condições: 1. Duração da Bolsa: A bolsa tem a duração de 6 meses. 2.



Destinatários: Os candidatos deverão ter o seguinte perfil: ? Formação ao nível da licenciatura; ? Conhecimentos na área da programação; ? Conhecimentos de ferramentas de desenvolvimento de aplicações web; ? Sentido de responsabilidade, proatividade, capacidade de comunicação e de integração em equipas de trabalho multidisciplinares. 3. Componente financeira: De acordo com o estipulado no artigo 23º do Regulamento de Bolsas de Investigação do IPS o valor da Bolsa é de ? 745,00, sendo pago mensalmente por transferência bancária. 4.

Objeto da atividade: O(a) candidato(a) selecionado(a) ficará afeto às seguintes atividades do projeto: A2 Desenvolvimento da plataforma, mais concretamente a definição dos requisitos funcionais, técnicos e de arquitetura da informação (T3), desenvolvimento da plataforma (T4) e implementação de toolboxes (T5); A3 Elaboração da documentação, mais concretamente a redação do manual de boas práticas sobre gestão de sistemas e informação (T6) e redação do manual do utilizador (T7). 5. Critérios de avaliação e seriação: 5.1. AVALIAÇÃO CURRICULAR e da CARTA DE MOTIVAÇÕES (AC+CM) ? escala de 0-15 pontos) a) Formação académica (ponderação de 0,20%) Máximo 15 pontos Licenciatura em Engenharia Informática ou áreas afins 15 pontos Licenciatura em ou áreas 5 pontos b) Análise dos Conhecimentos na área de programação | Ponderação de 20% - Máximo 15 pontos Experiência na área de programação 15 pontos Sem experiência na área de programação 0 pontos c) Análise dos Conhecimentos de ferramentas de desenvolvimento de aplicações web | Ponderação de 20% - Máximo 15 pontos Com conhecimentos de ferramentas de desenvolvimento de aplicações web 15 pontos Sem conhecimentos de ferramentas de desenvolvimento de aplicações web 0 pontos d) - Análise do Curriculum Vitae | Ponderação de 30% - Máximo 15 pontos Muito Bom 15 pontos Bom 10 pontos Satisfaz 5 pontos Não Satisfaz 0 pontos e) - Carta de Motivações (CM) | ponderação de 20% - máximo 15 pontos Muito bom (apresenta fatores motivacionais relacionados com as atividades a desempenhar enquanto bolseiro devidamente enquadradas na função) 15 pontos Bom 10 pontos Satisfaz (apresenta fatores motivacionais gerais) 05 pontos Não satisfaz 0 pontos 5.2 Critérios de avaliação e respetiva valoração para a Entrevista de Seleção (ES )- (escala de 0-20 valores) Na entrevista serão valorizados os seguintes parâmetros e a classificação final resulta da seguinte fórmula: Entrevista= MI+ CTT+SC+EFV ? Motivação e interesse (MI); ? Conhecimento Teórico e de Técnicas (CTT); ? Sentido critico (SC); ? Expressão e fluências verbais (EFV).

Cada dimensão é valorizada com um 1,25 ponto se o candidato demonstrar a competência ou comportamento em avaliação e 0 se não demostrar. A ordenação dos candidatos, será expressa numa escala de 0 a 20 valores, arredondada às décimas, de acordo com a valoração atribuída aos critérios apresentados anteriormente. Em caso de empate será utilizado como critério de desempate, o que tiver alcançado maior valoração na componente de Entrevista. 6.

Documentos de candidatura: A candidatura deve ser instruída com a seguinte documentação: ? Carta de motivações dirigida ao Presidente do IPS; ? Curriculum Vitae; ? Cópia do certificado de habilitações; Nota: Os titulares de graus académicos conferidos por instituição de ensino superior estrangeira, devem apresentar o registo do reconhecimento das suas habilitações em Portugal (processo regulado pelo Decreto-lei nº 241/2007, de 12 de outubro); ? Formulário de candidatura. 7. Forma de apresentação da candidatura: A candidatura deve ser efetuada mediante o preenchimento do formulário tipo, disponível na página eletrónica do IPS, em www.ips.pt, nos separadores Serviços Centrais/UAIIDE/Bolsas de Investigação, e enviadas para recrutamento@ips.pt até ao termo do prazo de candidatura. 8.

Júri: O júri é composto pelos docentes do IPS, nomeadamente: Professor Doutor Nelson Jorge Gaudêncio Carriço (Presidente). ? Professora Doutora Ana de Jesus Pereira Barreira Mendes (Vogal efetivo); ? Professora Doutora Maria Raquel Feliciano Barreira (vogal efetivo); ? Professor Especialista Cédric Bernard Grueau (vogal efetivo). 9. Legislação e regulamentação aplicável: A bolsa é atribuída ao abrigo da Lei nº 40/2004 de 18 de agosto (Estatuto do Bolseiro de Investigação Cientifica); Regulamento de Bolsas de Investigação do IPS e Regulamento de Bolsas e Investigação da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, disponível para consulta em http://www.fct.pt/apoios/bolsas/docs/Regula-mentoBolsasFCT2015.pdf.

Instituto Politécnico de Setúbal, 4 de julho de 2018 O Presidente ______________________________________ Prof. Doutor Pedro Dominguinhos