Bolsa de Investigação para Mestres

Publicado 06 Julho 2018

Universidade de Trás os Montes e Alto Douro

Vila Real (Educação / Formação)


Bolsa de Investigação para Mestres (1 vaga) REFERÊNCIA: BIM/UTAD/29/2018 Encontra-se aberto concurso para a atribuição de 1 Bolsa de Investigação para Mestres no âmbito do projeto/instituição de I&D Interreg Sudoe SOE2/P5/E0804 "OpentoPreserve", BIM/UTAD/29/2018, financiado por Cofinanciado pelo Programa Interreg Sudoe, através Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), nas seguintes condições: Área Científica: Agricultural Sciences Requisitos de admissão: 1.º - Requisitos obrigatórios: Mestrado e Licenciatura em Ciências Florestais, Zootecnia ou áreas afins; Carta de condução; Disponibilidade imediata. Requisitos preferenciais: Experiência em investigação e publicação nas áreas solicitadas; Experiência em instrumentos de recolha de dados; Domínio de bases de dados e análise estatística; Domínio da língua inglesa; Disponibilidade para trabalho de campo; Capacidade de trabalho autónomo e em equipa; Capacidade de comunicação.; * fator eliminatório Plano de trabalhos: Os trabalhos a realizar envolvem (1) pesquisa bibliográfica visando a actualização do estado da arte, (2) monitorização de ensaios de campo, (3) atividade laboratorial quer para a análise de alimentos, quer para a análise de carne (análises físicas e químicas) e (4) estudo de viabilidade económico-financeira de estratégias de valorização da fileira equina e ovina.; Legislação e regulamentação aplicável: Lei Nº. 40/2004, de 18 de Agosto (Estatuto do Bolseiro de Investigação Científica); Regulamento de Bolsas de Investigação da FCT, I. P., aprovado pelo Regulamento nº 234/2012, publicado na II Série do Diário da República de 25 de junho de 2012, alterado e republicado pelo Regulamento nº 326/2013, publicado na II Série do Diário da República de 27 de julho de 2013 e alterado pelo Regulamento nº 339/2015, publicado na II Série do Diário da República de 17 de junho de 2015 e o Regulamento de Bolsas de Investigação da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro ? Despacho RT.36/2011, de 6 de Julho, do Sr.

Reitor, publicado em Diário da República pelo Despacho Nº 9157/2011 (II Série), de 19 de Julho. Local de trabalho: O trabalho será desenvolvido no(a) UTAD da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, sob a orientação científica do Professor (a) Doutor (a) Filipa Conceição Silva Furtado Torres Meneres Manso. O trabalho terá coorientação científica de Luis Mendes Ferreira e Ana Marta Costa. Duração da (s) bolsa (s): A bolsa terá a duração de 6 meses, com início previsto em Agosto/Setembro de 2018.

O contrato de bolsa poderá ser renovado, sendo que a duração total não poderá exceder os 33 meses. Valor do subsídio de manutenção mensal: O montante da bolsa corresponde a ?980, conforme tabela de valores das bolsas atribuídas diretamente pela FCT, I.P. no País (http://alfa.fct.mctes.pt/apoios/bolsas/valores). A periodicidade de pagamento da bolsa é mensal e através de depósito bancário, cheque ou outra modalidade equivalente.

Métodos de seleção: Os métodos de seleção a utilizar serão os seguintes: Os candidatos serão avaliados numa escala de 0 a 20. Para a seleção, será tido em conta o mérito científico do candidato, considerando o Curriculum vitae (valoração de 50%); a experiência nas áreas específicas do plano de trabalhos (valoração de 40%); e a motivação para o trabalho (10%). Esta seleção poderá ser complementada, numa segunda fase, por uma entrevista de seleção aos candidatos melhor classificados, até ao máximo de 3 candidatos. Caso o Júri decida realizar a entrevista de seleção, a classificação final será obtida atribuindo uma valoração de 30% à entrevista e uma valoração de 70% à classificação da primeira fase.

O júri pode decidir não atribuir a bolsa se os perfis dos candidatos não cumprirem as qualificações e experiência exigidas., com a respetiva valoração de 100%. Composição do Júri de Seleção: Presidente - Filipa Conceição Silva Furtado Torres Meneres Manso Vogal - Luis Miguel Mendes Ferreira Vogal - Ana Alexandra Vilela Marta Rio Costa Forma de publicitação/notificação dos resultados: Os resultados finais da avaliação serão publicitados, através de lista ordenada Nota Final afixada no(a) Página Campus Online da UTAD (http://www.campus.utad.pt/bolsasinvestigacao/candidaturas), sendo o candidato(a) aprovado(a) notificado através de e-mail. Caso a decisão a tomar seja desfavorável à concessão da bolsa requerida, os candidatos têm um prazo de 10 dias úteis, após a divulgação referida, para se pronunciarem, querendo, em sede de audiência prévia, nos termos previstos no Código do Procedimento Administrativo. Prazo de candidatura e forma de apresentação das candidaturas: O concurso encontra-se aberto no período de 20 de Julho a 2 de Agosto de 2018.

As candidaturas devem ser formalizadas, obrigatoriamente, através do envio de formulário de candidatura acompanhado dos seguintes documentos: Cópia do(s) certificado(s) de habilitações, Curriculum Vitae do bolseiro detalhado [comprovando os requisitos acima referidos] e Indicação dos seguintes dados: nº de cartão de cidadão, nº de identificação fiscal ? NIF, data de nascimento, contacto de telemóvel e endereço de correio eletrónico. A candidatura deverá ser efetuada através da Página do Campus Online da UTAD, na secção de Bolsas de Investigação, seguindo as seguintes indicações: ? Aceder à Página do Campus Online da UTAD: www.campus.utad.pt e selecionar a opção Bolsas de Investigação. Ou aceder diretamente a www.campus.utad.pt/bolsasinvestigacao/lista. ? Selecionar a bolsa à qual se pretende candidatar.

  • Ao selecionar a opção ?Candidatar? será reencaminhado para a página de candidatura na qual deverá preencher e submeter o respetivo formulário. O/a candidato/a tem direito a igualdade de oportunidades e de tratamento, não podendo ser privilegiado/a, beneficiado/a, prejudicado/a, privado/a de qualquer direito ou isento/a de qualquer dever em razão, nomeadamente, de ascendência, idade, sexo, orientação sexual, estado civil, situação familiar, situação económica, instrução, origem ou condição social, património genético, capacidade de trabalho reduzida, deficiência, doença crónica, nacionalidade, origem étnica ou raça, território de origem, língua, religião, convicções políticas ou ideológicas e filiação sindical.